Posted in Crônicas

Adeus Nem Sempre é Escrito

Nem toda a despedida é escrita, mas sentida

Adeus Nem Sempre é Escrito Posted on 2 de Março de 2018

Amante das letras, da música e da fotografia. Capricorniano, gaúcho nato e apaixonado pelos pampas do Sul. Criador do site Na Companhia do Café e autor de todos os textos postados aqui.

Quando o Adeus Não é Escrito

Adeus nem sempre é escrito, é sentido em abandono, esquecimento ou simplesmente deixado de lado. Não se sabe se os motivos existem e os porquês seguem sem respostas. É dada a largada na na busca de uma luz para o coração.

A última mensagem que você recebeu do WhatsApp foi uma frase de boa sorte e viva feliz. Na hora você aceita porque não vinha dando muito certo e sua saúde dizia para parar com aquela tortura psicológica.

Os dias passam e seu coração sabe que não vale a pena chorar por não ter sentido já que tentativas para reverter a situação não faltaram. Mas algo dentro de ti quer saber o que houve, onde foram parar as respostas daqueles porquês intermináveis. Portanto não basta só virar a página ou simplesmente queimar o livro.

Quando você se dá conta um vazio vai aumentando e o aperto cada vez mais forte. Um lado da cama vazio, a ponta da mesa com apenas um copo e um prato e como companhia o silêncio. Voltando da cozinha com uma lata de cerveja e o canal da televisão continua passando as notícias quando geralmente naquela hora estaria passando a novela. O controle remoto é só seu, agora.

Naquele momento você resolve pegar o celular e passa a reler uma por uma as conversas antigas na busca de algo que ajude a entender onde errou. Você passa horas procurando por alguma coisa que possa ter sido mal interpretada. Será que foi a falta de algum “bom dia” ou um “boa noite”.

Entre uma pausa e outra nessa busca você ouve as músicas que escutavam juntos. Aquelas que marcaram as viagens para praia, serra ou na beira de um rio. Momentos que eram só vocês e o sol se pondo no horizonte como testemunha.

Nem todo o Adeus precisa ser dito por palavras.

Nem todo o Adeus é por escrito e nem acenado com a mão. Adeus pode ser simplesmente sentido pois pode ir embora aos poucos, a cada segundo, a cada suspiro, a cada gota de lágrima e junto a dor da saudade. Assim, um Adeus é como um barco a navegar em direção infinito mar.

O tempo é o melhor juiz para para julgar o tanto que foi investido em um amor que não entende porque acabou. O porque sumiu sem um aviso, sinal ou carta. Enquanto a sentença não chega, linhas e mais linhas sobem sem parar naquela pequena tela que testemunhou momentos maravilhosos inesquecíveis que aos pouco vão dando adeus ao seu coração.

 

Paz e Luz para todos! Até a próxima.
Conheça nossa página no Facebook – Na Companhia do Café

Amante das letras, da música e da fotografia. Capricorniano, gaúcho nato e apaixonado pelos pampas do Sul. Criador do site Na Companhia do Café e autor de todos os textos postados aqui.

Pin It on Pinterest